sexta-feira, 30 de abril de 2010

Lei com prazo de validade

Um dos maiores argumentos contra a revisão da Lei da Anistia é o fato de que a lei teve uma importância histórica e não há motivo para apagá-la.

Mas vá lá! Até o Tratado de Tordesilhas teve importância histórica - aliás aparece em muito mais livros - e nem por isso estamos em território espanhol, não é?

Mas depois dessa decisão do STF ficamos de mãos atadas [só mãos atadas; as pernas amarradas, a fita na boca, os mergulhos forçados de tempo em tempo e os choques elétricos são intriga da oposição].

A diferença é que no contexto da época estupros, agressões e torturas se chamavam "política".

Enfim. Eu já ficaria contente com a mudança do nome de ruas e bairros que homenageam personagens... que fizeram "política".

Look

Não é por nada não, mas a democracia brasileira não é esse caos todo que se fala.

Pela primeira vez na história, um debate para eleições de primeiro ministro é transmitido pela TV. De que país? Congo? Bolívia? Não
Da Inglaterra.

Gordon Brown, Nick Cleeg e o favorito David Cameron foram responder perguntar na BBC.

Foi o típico debate pra inglês ver. Pela primeira vez.

Entrevista menos coletiva

A polêmica humorística da vez gira em torno da proibição, por parte da CBF, de deixar humoristas participarem de entrevista. Tá certo que qualquer empresa tem interesse em defender sua imagem de piadinhas, mas o pedido pelo veto teria vindo dos jornalistas.

Pegando carona no texto publicado hoje pelo humorista Tutty Vasques, do Estadão, assim como ele, me sinto dividido. Vamos por partes:

Recentemente, no meu twitter @RussoLogoExisto questionei qual é a piada em botar pessoas na porta da casa de uma pessoa de madrugada. Foi isso que o grupo Legendários [TV Record] fez com Dunga, pedindo Neymar na seleção. Achei, e acho esse tipo de humor desnecessário. Uma maneira de mostrar uma pessoa famosa de um jeito apelativo.

Isso é uma coisa...

Mas daí para banir humoristas de coletivas esportivas? Alguém me diga qual é a diferença entre o humorismo praticado pelo CQC, Rockgol, Casseta & Planeta e as coberturas esportivas superficiais e apelativas que se baseiam em factóides, escândalos, vendas, compras, time da vez...

Os senhores da seriedade no jornalismo futebolísticos desempenham muitas vezes o papel de comediantes [eu aqui lutando sozinho em defesa da obrigatoriedade do Diploma de Humorista, mas vá lá].

Quantas vezes o assunto não foi o peso de Ronaldo? Quantos já não levantaram ou empunharam o microfone para soltar os geniais "O que achou do jogo?", "Porque o time perdeu?" ou "O que você tem a dizer?"

E nos debates esportivos de "foi impedimento", "esse juiz meteu a mão", "esse fulano é um canalha" há alguma seriedade que justifique a lisura dos profissionais da imprensa frente ao profissional do riso?

Depois o Dunga ou Muricy é que são mal-humorados. Já pensou se você, jornalista, tivesse que aguentar as mesmas perguntas? Será que seu humor [no sentido de bom ou mau humor] aguentaria?

No meio de tudo isso, os humoristas extrapolam a barreira da cobertura esportiva cotidiana. Mesmo as piadas mais bobas com posições de jogadores ("atrás","enfiados" e afins) já revelam como a linguagem do texto "sério" é um pouco ridícula.

Se eles estão falando de travestis, peso, sexualidade e etc é porque alguém levantou a questão primeiro, remoeu e remoeu e agora quer que o colega que aproveitou o gancho fique do lado de fora da sala.

Humorismo é coisa séria! Ou pelo menos mais séria do que certas coberturas.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

História estranha

Muito estranha essa história de cair a patente do viagra dois dias depois do ministro da Saúde José Gomes Temporão recomendar sexo cinco vezes ao dia para combater a hipertensão.

Muito estranho...

E aguardem o Baby Boom da Queda da Patente!

Montanha Russa

Caiu a patente do Viagra.

Tá aí um caso de cair para depois levantar.

Ou como saiu no blog Tuco Logo Existo, que história é essa dos ministros do STJ legislarem em causa própria?

domingo, 25 de abril de 2010

Palestras RLE

Novas palestras comunicacionais!

1 - Como dar uma palestra sem fugir do assunto da palestra
Já aconteceu com você de pagar a inscrição de uma palestra de um assunto interessante e o que você viu foi o palestrante falando uma coisa totalmente desconexa, ou falando do assunto, mas basta alguém fazer uma pergunta nonsense pra conversa fugir totalmente do que era proposto? Então indique já o seu palestrante para esse curso exclusivo.
Com desconto especial para Chico Pinheiro e professores do Senac.

2 - Como assistir a uma palestra sem tentar virar o foco da palestra
Você foi na palestra. O palestrante segue falando o que era proposto, até que abre espaço para perguntas. Eis que um sujeito lá no fundo levanta a mão e ao invés de perguntar, começa contando sua biografia. Daí, parte para pro seu trabalho atual. Depois emenda com uma análise da conjuntura nacional e internacional no presente, para finalmente, fazer a pergunta. Que não é uma pergunta, é uma opinião, e que não tem nada a ver com a palestra.
Leve esse seu amiguinho para a nova palestra. E saia imediatamente do auditório, porque o que vai acontecer lá é praticamente uma reunião da Alcoólicos Anônimos, tirando a parte que eles consideram seu vício um problema.
Descontos especiais para professores de Unesp.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Uma cena de filme

Segue uma das melhores cenas de 'Vida de Brian'. Destaque para o "Eu não" no meio do coro:

Twitto logo existo

Multimídia é assim: no twitter você divulga o seu blog, no blog divulga o Twitter.

Por falar nisso, já viram o http://twitter.com/russologoexisto?

Veja só o Cristo

@russologoexisto: A melhor manchete do dia foi algo do tipo "Pichadores usaram andaimes para pichar Cristo Redentor". E a gente aqui se matando pra descobrir como eles fizeram isso!

E ainda acho que isso tudo foi porque a Revista Veja fez aquela capa com o Cristo chorando. Não dá ideia!

Tá vendo Veja? Essa história de ser influente tem seus pesares.

Cool Parade

No site da Folha: Escultura da Cow Parade criada por jovem agredido em livraria é vendida por R$ 17 mil em SP
Fala a verdade, pra quem leu e entendeu 17 MILHÕES, até que 17 mil foi bem pouquinho prum leilão de uma obra de arte, né?

quinta-feira, 8 de abril de 2010

domingo, 4 de abril de 2010

Show de ultrapassagens na F-1? Não!

GP da Malásia de Fórmula-1

Um sétimo lugar bastou pra deixar Felipe Massa na ponta

Confira a reportagem:
http://www.94fm.com.br/editorias_noticia.asp?nomeEditoria=Esportes&idNoticia=8849&nomeNoticia=Felipe+Massa+assume+lideran%E7a+do+campeonato+com+s%E9timo+lugar+na+Mal%E1sia

Mas...
Ao contrário do que estão pregando por aí, essa temporada não está sendo um festival de ultrapassagens.

Quem fez um show a parte hoje? As Ferraris e McLarens que largaram no fim da fila. Nada inesperado.

E quem chegou nas 5 primeiras posições? Simplesmente quem já estava lá nas 5 primeiras voltas: Vettel, Webber, Rosberg, Kubica e Sutil.

E outra... a Red Bull dominaria as duas primeiras corridas, mas teve problemas. E agora que venceu, quem segura?

sábado, 3 de abril de 2010

Download

O filme Chico Xavier ainda não pode ser baixado, mas pode ser psicografado nas melhores casas do ramo.

Ctrl C + Ctrl V Humorístico

Humorismo Ctrl C + Ctrl V

Dicas do site Cocadaboa para salvar a Fórmula-1. Eram 10 mas eu selecionei 5:

> Ao finalizar uma ultrapassagem, o piloto deve mostrar o seu dedo do meio para quem ficou para trás. Se não o fizer, 10 segundos de penalização nos boxes.
> Mudar horário das corridas para sábado de tarde. Tá, ná real não agrega nada pra F1, mas pelo menos tira o Caldeirão do Huck do ar.
> Seguir o exemplo da Fifa e realizar a corrida apenas de 4 em 4 anos, para evitar a banalização do “semana sim / semana não.
> Fazer os pilotos postarem mais no Twitter. Durante a corrida.
> Pilotos comemorando e bebendo 1 garrafa de champagne ANTES da largada.

GP da Malásia... lá vem chuva

A menos que o inesperado acontece, tudo indica que chove no GP da Malásia, o que quer dizer o seguinte:

Vai ser aquela confusão de chove não molha que não dá pra entender nada, troca de pneus, rodada e tudo mais, mas vai ser muito divertido!

Até lá!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Gold Man

Alberto Goldman assume governo de São Paulo torcendo pra não ser o novo Cláudio Lembo, vulgo "Governador no ataque do PCC"

Bric light

Rússia tem atentados terroristas de milícias separatistas.

Índia vive uma trégua com o Paquistão, mas os dois países tem bomba atômica e interesse na região da Caxemira.

China tem protestos de tibetanos e condenações à morte.

Pensando assim o Brasil é o mais light dos países do BRIC. Os políticos deviam agradecer por que só há greves e protestos.

DFuuuuu...

No Distrito Federal até o governador interino é alvo de investigação.

Pra que a interdição do DF? É melhor optar pela extinção do distrito. Fica só o Estado de Goiás com um capital estadual e outra nacional... No BBB não perguntar em que ESTADO ficava Brasília e Goiás foi a resposta certa? Então. Ouçamos o Bial.

Que bom se fosse simples assim, né?

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Wilsoooon!

Vídeo da Semana - Dá pra acreditar que é o Marco Luque?

Ctrl C + Ctrl V Humorístico

Humorismo Ctrl C + Ctrl V, agora com um autor sorocabano. Como disse Marvadão:

"A Fórmula-1 mudou bastante. Menos o Galvão Bueno. Ele continua atravessando a pista e correndo na frente dos carros."

Top of Mind - 10 músicas

Top of Mind da Semana - 10 músicas que ficaram na minha cabeça

1 - Black Ice - AC/DC
2 - Isso - Titãs
3 - Nada a Declarar - Ultraje a Rigor
4 - Deus e Eu no Sertão - Victor e Léo
5 - Anacrônico - Pitty
6 - Fire - Franz Ferdinand
7 - Me Adora - Pitty
8 - Não Peide Aqui Baby - Mamonas Assassinas
9 - Rock 'n' Roll Train - AC/DC
10 - Vive la Vida Loca - Trilha sonora de Shrek 2